• RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
quarta-feira, 6 de agosto de 2014 às 22:39 Postado por Gustavo Jacondino 0 Comments

Uma das características que diferencia o Ser Humano dos outros animais é a sua capacidade de romper a barreira do tempo. Mas em que sentido? No sentido de que temos a habilidade de programar a nossa existência no cenário do tempo, estimá-la com as nossas visões de futuro e planejar o tempo vindouro antes que já tenha se convertido em presente.


capa-o-valor-do-amanha

Pois o livro de Eduardo Giannette explora com muita habilidade e concisão esse tema importante através de um histórico biológico (o estabelecimento da senescência nos animais vem a ser um escolha feita pela natureza, aproveite agora, desconte depois, gerando na juventude o máximo desempenho do corpo, e com o tempo a falência dos órgãos, muito prudente numa terra primitiva repleta de ameaças por toda a parte), enveredando pelas raízes sociais (desde o pensamento burguês ao escravocrata) findando nas consequências econômicas, tendo num único termo o resumo do livro: JUROS.  O livro é sobre juros, em suas várias manifestações na vida, e não somente na economia.


Por vezes tendo uma forma de narrar um pouco prolixa, cheia de citações à pensadores, economistas, poetas e músicos, a leitura acaba se revelando não tão complicada quanto possa parecer, mas exige atenção e digo que, pela visão que defende, vale a pena ler.

0 Amantes do cultcomentario até agora.

Postar um comentário