• RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
terça-feira, 14 de agosto de 2012 às 19:42 Postado por Gustavo Jacondino 0 Comments

Este filme de Ang Lee marca uma subversão de dois gêneros clássicos no cinema americano: o faroeste e o drama romântico, conseguindo abordar os dois numa trama só. O filme conta a história de Ennis Del Mar (Heath Ledger) e Jack Twist (Jake Gyllenhal) que, enquanto trabalhavam isolados cuidando de ovelhas no interior de Wyoming no verão de 1963, se conhecem e se apaixonam mantendo um caso secreto por toda a vida.

Brokeback Mountain se estrutura como um drama romântico clássico: O encontro dos amantes, a consolidação e a certeza do amor, a consumação do sentimento (lua-de-mel, momentos de felicidade, estrategicamente no meio do longa) seguido pela reação do meio externo, que agirá para atrapalhar essa relação, até que se torna tão difícil que haverá uma separação inevitável. Lee estrutura todos esses elementos de maneira sutil. O período que passam em Brokeback Mountain é a consumação do amor, que vão procurar reviver às escondidas sempre que puderem até tornar-se cada vez mais incômodo se esconderem dos outros. Heath Ledger compõe um Ennis Del Mar complexo, que esconde sua fragilidade em suas atitudes tímidas e introspectivas, que por muitos momentos se vê descontrolado e agressivo. Michelle Willians emociona ao dar vida à Alma, esposa de Ennis Del Mar, que vê seu casamento ruir na primeira aparição de Twist. Gyllenhal se sai muito bem, com um Jack Twist que não vê problema em dizer ou fazer o que pensa. A trilha suave e as paisagens calmas pontuam a melancolia própria dos personagens, além de estabelecer o clima que se via muito nos filmes de faroeste norte- americano. Sem cometer excessos que comprometeriam o filme, a direção de Lee flui suavemente entre os acontecimentos, deixando que a emoção fique por conta do espectador, que já se vê envolvido por uma história de amor que luta contra o preconceito, mas que encontra nessa oposição um implacável inimigo. E a solidão em que Del Mar se coloca, seja por temer o que o preconceito pode lhe custar, seja por medo de se envolver e machucar-se como já se machucara antes, é o que de mais tocante o filme pode nos deixar.

Direção: Ang Lee

Elenco: Heath Ledger , Jake Gyllenhaal , Anne Hathaway , Michelle Williams , Randy Quaid , Linda Cardellini , Anna Faris , David Harbour , Kate Mara , Scott Michael Campbell , Roberta Maxwell

Roteiro: Larry McMurtry

Produção: Michael Costigan

Fotografia: Rodrigo Prieto

Música: Gustavo Santaolalla

Montagem: Geraldine Peroni

Design de Produção: Judy Becker

Figurino: Marit Allen

Direção de Arte: Laura Ballinger


0 Amantes do cultcomentario até agora.

Postar um comentário