• RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
sexta-feira, 1 de maio de 2015 às 22:21 Postado por Gustavo Jacondino 0 Comments



Episódio 1: Parece um videoclipe de tão frenética a edição, com direito a algumas imagens aceleradas. Tem momentos oníricos que soam artificiais. É um enlatado com a marca Hannibal feito para agradar aos fãs que sentiam falta do personagem.
Interessante a maneira como centra a narrativa em outro personagem, o professor –investigador, perturbado e de imaginação fértil, capaz de intuir perfis psicológicos e passos dos assassinos,  mesmo sem perceber que está na frente de um. Mas, óbvio, este não é qualquer um, é um Hannibal Lecter interpretado de maneira bem eficaz e cheia de charme, que é o ponto alto do fraco episódio.

0 Amantes do cultcomentario até agora.

Postar um comentário